segunda-feira, 19 de julho de 2010

Saudades (ou Porque você insiste em músicas antigas?)

Se escrevo uma música de amor inspirada num lindo relacionamento com A...
Se o relacionamento termina, ou A morre, a música ainda é válida?

Se escrevo uma música falando sobre hábitos, costumes e rotina de B...
Se B muda sua vida e explode a rotina todos os dias, a música ainda é válida?

Se componho uma música com graves vindos da voz de C, solinhos doces como o toque das mãoes de C...
Se C me fala que não vai me tocar mais, a música ainda é válida?

2 comentários:

Leonardo Navarro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Leonardo Navarro disse...

Eu não vou mais tocar
O que não mais é válido
O que não mais me toca
Gostem os três ou não.